DEU NO JORNAL EXTRA – Motoristas de ônibus do Rio decidem aderir à paralisação nesta sexta-feira.

Em assembleia realizada nesta segunda-feira, motoristas e cobradores de ônibus decidiram paralisar as atividades nesta sexta-feira, dia 28 de abril. De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb Rio), cerca de 950 profissionais da área de transportes vão aderir à paralisação nacional contra a reforma da previdência.

Segundo Sebastião José, presidente do sindicato, as mudanças na Previdência poderão afetar muito o setor de transportes de todo o país. Ainda segundo ele, a categoria vai reivindicar também a proibição da terceirização no setor.

– Além da paralisação que começa na madrugada de sexta-feira, estaremos reunidos às 8h30 na porta da prefeitura da cidade para entregar ao prefeito um encaminhamento de um aditivo pedindo que seja baixado um decreto proibindo a terceirização no setor de transporte coletivo da cidade. O mesmo aditivo será encaminhado para os representantes das empresas de ônibus. Se as tarifas não são reajustadas, isso é um problema entre as empresas e a prefeitura. Não temos nada com isso – disse.

Ainda de acordo com Sebastião, a paralisação nacional começa à 0h de sexta e vai durar até às 23h59. Por se tratar apenas de um dia, não há previsão de percentual de ônibus para circular pela cidade.

– Não foi discutido percentual para rodar – disse.

Procurada pelo EXTRA, a Rio Ônibus informou que aguarda um posicionamento oficial do Sindicato em relação à greve.

Fonte: Jornal Extra.

Clique aqui para ver a matéria completa.